E salvai alguns com temor, arrebatando-os do fogo... Judas 1:23

10 de janeiro de 2013

A Globo não desiste

Atriz global Ísis Valverde imitando a entidade
do candomblé Yemanjá na microssérie O Canto da Sereia.


Existe a ideia no meio dos 'intelectuais' (da Globo), de que os evangélicos são ignorantes por opção, os últimos acontecimentos mostram isso.

Quando as organizações Globo usou da artimanha de se aproximar dos evangélicos, contratando cantores gospel e produzindo o Festival Promessas, a emissora dos Marinhos não pensou que seria tão fácil conquistar a simpatia dos crentes.

Ganhando os evangélicos pra Vênus Platinada, além de melhorar a audiência da emissora (que despencou nos últimos anos), ainda poderia dar um 'chega pra lá' na Rede Record, que de certa forma ainda mantem uma ligação com os evangélicos, embora tímida.

O plano da Globo correu risco, quando a noveleira Glória Perez escreveu o folhetim "Salve Jorge", o que fez com que logo os evangélicos identificassem a novela como sendo uma forte apologia ao espiritismo de terreiro e a idolatria católica. Foi um tapa de luvas na cara dos evangélicos.

A novela já foi considerado o maior fiasco dos últimos anos, mas mesmo assim a Globo conseguiu uma grande audiência com a apresentação do Festival Promessas, no especial de fim de ano, mostrando que o povo crente ainda acredita na Globo, e que apesar da novela espirita, os evangélicos ainda 'confiam na emissora'.

Quando parecia que a Globo havia aprendido a lição, a emissora carioca lança a minissérie 'O Canto da Sereia', onde mais uma vez faz-se a pregação ao ocultismo profano contracenado pela atriz Ísis Valverde (foto acima).

Verdadeiramente a Globo e seus produtores/noveleiros não desistem de promulgar a idolatria e o espiritismo. Ficou mais que claro que a Rede Globo tem uma forte ligação com a religião de Roma e as doutrinas espiritualistas difundidas pelo falecido Chico Xavier e seus seguidores.

O pastor Silas Malafaia, forte aliado da Globo, ainda acredita na ideia de que a emissora irá promover os evangélicos, 'criando' uma heroína evangélica (talvez pertencendo a igreja do pastor Silas) em uma de suas novelas. O noveleiro Walcyr Carrasco deu sua opinião em seu perfil no Twitter. “Vamos lutar por liberdade de criação. Digam não à campanha contra o #Canto da Sereia”, escreveu o autor, que será responsável pela próxima novela das nove da Globo. “Seja católico, evangélico, budista, espírita ou 'rosacruz como eu', a fé transforma. É sobre isso que vou falar na novela. Meu tio era pastor presbiteriano e meu primo missionário na África. Falarei com amor sobre os evangélicos” - completou Carrasco.

Tem muitos evangélicos que estão depositando mais fé na Globo que na própria Bíblia. Acreditam fielmente que a Rede Globo está se convertendo.

Não precisa ter uma visão muito aguçada para perceber que as intenções da Globo continuam mais diabólicas que antes.

A Globo não desiste... mas nem todos os evangélicos são ignorantes, nem por opção nem por nada...

19 de outubro de 2012

Quem é evangélico não deve assistir Salve Jorge (Ogum)

. . .
A Rede Globo vai estrear no dia 22 de outubro a novela 'Salve Jorge'.

A novela vai tratar sobre o santo católico que segundo a escritora Gloria Perez tem muitos seguidores no Brasil.

Um fato curioso é que a novela pretende também pregar a entidade de 'Ogum', que no sincretismo religioso trata-se do mesmo santo católico.

A Rede Globo a princípio pensou em trocar o nome da novela para não 'afastar' a audiência dos evangélicos, que a emissora tem procurado conquistar, até mesmo contratando cantores gospel.

A verdade é que a novela é tão somente uma prova de que a emissora carioca continua pregando a idolatria e o espiritismo.

Creio sim que a novela deverá ser rejeitada pelos evangélicos, ou seja; a Globo deve sim perder mais de 20% da audiência no horário em que a novela será transmitida.

Os cantores que firmaram um contrato com a Globo devem estar se sentindo envergonhados e traídos pela emissora.

Se bem que o interesse desses cantores é tão somente pela fama e dinheiro, e não verdadeiramente a adoração ao Senhor Jesus.

Leia: Evangélicos derrubam a audiência da novela Salve Jorge

E não é de admirar que a Globo ainda acabe por colocar na trilha sonora de Salve Jorge alguma canção gospel para tentar atrair os evangélicos.

A Rede Record resolveu reprisar a minissérie Rei David no mesmo horário da novela católica, porém, sinceramente, creio que a audiência da minissérie não deve ser superior à 15 pontos de audiência.

A intenção da Record é ao menos atrair a audiência dos mais de 40 milhões de evangélicos, e quem sabe influenciar de certa forma alguns familiares, e assim tentar esvaziar a audiência da novela da Globo que pretende firmar ainda mais a idolatria no Brasil e é claro continuar agradando a cúpula da igreja católica.

Deus salve o Brasil da novela salve jorge.

Bispo André Santos

26 de setembro de 2012

Jaboque! O Lugar da Submissão Absoluta - "Jabbok!" (A Place of Total Surrender)


Jaboque! Isso pode ter significado nada para você até agora - mas após ler esta mensagem, deverá se tornar uma das mais importantes palavras de seu vocabulário espiritual.
Jaboque é o lugar onde Jacó lutou com o Senhor. É onde ele fez sua rendição total a Deus. É onde recebeu um novo caráter, e um novo nome: Israel. É onde deitou abaixo seu último ídolo, e teve sua maior vitória.

"Levantou-se naquela mesma noite...e transpôs o vau de Jaboque" (Gênesis 32:22).
Jaboque quer dizer: "lugar da travessia". Também representa luta; esvaziar e transbordar. Que tremenda verdade é revelada nesse local chamado Jaboque. Tem tudo a ver conosco nos dias de hoje. É o lugar onde o povo de Deus descobre o segredo do poder contra todo pecado que assedia. Representa uma crise de vida ou morte - uma crise que leva à rendição absoluta.
Não pode haver vitória gloriosa sobre o ego e o pecado enquanto você não for a Jaboque. Chega uma hora em que precisamos "resolver as coisas com Deus". Temos de enfrentar a nós mesmos, e nos esvaziar de todos maus desejos e ambição própria.

No passado, os crentes aprenderam que há duas travessias na vida do cristão: o mar Vermelho e o rio Jordão. A travessia do mar Vermelho representa sair do mundo. Fala de um novo começo. Simboliza "ser salvo". Muitos do povo de Deus saem do Egito, mas nunca entram na Terra Prometida. Ficam presos no deserto da incredulidade, do medo, da confusão. Deixam o mundo, mas nunca entram na alegria do Senhor.
Uma outra travessia é exigida - o Jordão! O Jordão representa um compromisso de se manter com o Senhor. Batismo nas águas! Leitura da Bíblia! Testemunho! Desejo de crescer em Cristo! É um passar para uma vida de louvor. Para muitos, a Terra Prometida representa a plenitude do Espírito Santo. Um batismo no, e com, o Espírito Santo.

Não é só isso? Uma Terra Prometida? Uma Canaã espiritual para os filhos de Deus? Salvos, batizados, e cheios do Espírito Santo?
Os filhos de Israel entraram na Terra Prometida. Receberam sua herança. Mas nunca entraram efetivamente no repouso que Deus desejava que entrassem! Esses filhos de Deus, tementes a Ele, dirigidos pelo Espírito, ainda tinham pecado no coração! Tinham corações presos à luxúria secreta e à idolatria.

É trágico que o mesmo seja real ainda hoje. Multidões de crentes cheios do Espírito, e dirigidos pelo Espírito - nunca conheçeram o verdadeiro repouso de Deus! Sua paz é perturbada por uma consciência com problemas. Deus disse, em relação a Israel "que não puderam entrar por causa da incredulidade...Portanto, resta um repouso para o povo de Deus" (Hebreus 3:19-4:9).
É possível ser salvo, cheio do Espírito, totalmente dedicado à obra do Senhor, e ainda estar preso a um pecado secreto! É possível expulsar demônios no nome de Cristo, curar os enfermos, realizar milagres, discernir, produzir grandes obras, tudo em nome de Jesus Cristo - e ainda ser um obreiro da iniqüidade amarrado ao pecado.

Só Deus sabe quantos cristãos carregam o peso do pecado secreto, ou da lascívia devastadora. Multidões jamais experimentaram vitória e livramento total de pecados que os assediam. Muitos jovens cristãos dedicados enfrentam uma batalha perdida contra o pecado habitual. Lutam contra o desejo por drogas, por álcool, sexo. Eles amam ternamente o Senhor - mas há "aquela coisa em suas vidas". Odeiam isso, mas continuam. Não querem abandonar Cristo, ou voltar para o mundo. Mas ainda há um ídolo que eles não parecem conseguir entregar.

E, sim, os homens e mulheres de Deus - incluindo ministros do Evangelho - que brigam contra um pecado que os acossa! Eles têm fome de Deus. Nem por um instante pensam em se voltar às coisas desprezíveis do mundo. Anseiam pela plenitude de Cristo. Choram por santidade! São verdadeiramente filhos do Deus Altíssimo.
Mas aquela coisa continua. Aquele tal problema. Esse pequeno ídolo! Ele os faz sofrer e os leva às lágrimas. Eles se dilaceram em culpa e condenação. Sentem-se frágeis, sem valor, confusos. Jejuam, oram, prometem - mas de repente são vencidos, e são levados como ovelhas para o matadouro.

Durante anos tenho lutado com a teologia da vitória total contra o pecado! Não quero dizer "perfeição sem pecado". Quero dizer libertação do cativeiro a todo pecado que esteja afligindo constantemente! Pouca gente estudou mais do que eu quanto à doutrina da santificação. Tenho estudado e lido sobre santificação há anos.

Trabalhei com alguns dos maiores escravos do pecado da face da terra. Então, precisava de respostas. Eu precisava de uma mensagem clara e simples sobre como conseguir e manter vitória contra os pecados das drogas, do álcool, da violência, do fumo, do jogo, do sexo ilícito, e vários outros tipos de vícios. Enquanto o Espírito não me mostrou Jaboque, a minha compreensão era incompleta.

E os cristãos, incluindo ministros que mantém casos secretos de amor? E os esposos e esposas que deixam o casamento, na esperança de achar alguém que lhes agradará mais? Muitas vezes eles mentem referindo uma situação horrível no lar - como desculpa para os casos secretos de amor. Com freqüência ficam desesperadamente envolvidos com outros.

A luxúria sexual - adultério, fornicação - está varrendo a igreja nesses dias como peste negra. Não há vitória contra essa lascívia descontrolada? Será que um verdadeiro filho de Deus precisa atravessar a vida sempre escravo do pecado que o assalta? Será que não há um lugar de vitória total? Não quero dizer ficar livre da tentação, mas livre de ceder à luxúria.
Há uma terceira travessia - Jaboque!

Jaboque era um tributário do rio Jordão. Era um lugar abandonado. O nosso Jaboque tem de ser enfrentado a sós. Você pode atravessar o mar Vermelho com uma valorosa multidão de remidos que deixa o Egito. Você pode atravessar o Jordão com o vitorioso exército do Senhor em torno. Mas atravessará o Jaboque só! Sem conselheiros, amigos, ajudadores. É uma luta pessoal - só entre você e o Senhor.

"Jacó porém ficou só; e lutou com ele um varão, até que a alva subia" (Gen. 32:24).
Jaboque é onde o Jacó em nós dá o último suspiro. É onde Deus trata conosco não apenas em relação ao pecado, mas em relação ao nosso próprio caráter.
Jacó era um homem com problemas, desesperado. Digamos que Deus o tenha colocado contra a parede. Ele estava voltando após muitos anos, por sua herança. Esaú, o irmão de quem havia usurpado a primogenitura, estava indo em sua direção com um exército de 400 homens.
Jacó havia amadurecido de várias maneiras. Ele agora era um pai amoroso. Era obediente ao Senhor, e seguia a ordem de Deus para voltar ao lar. Ele amava a verdade. Era um homem humilde, de oração. Ouça sua prece:
"Menor sou eu que todas as beneficências, e que toda a fidelidade que tiveste com teu servo..." (Gen. 32:10).
Mas esse servo de Deus - humilde, obediente, de oração, temente ao Senhor, amante da fidelidade - continuava em processo de conciliação! Isso quer dizer: "ceder ao perigo para evitar problema". Paz a qualquer preço inclui concessão!
Em vez de confiar em Deus na crise, ele aparou as arestas. Tentou inventar um jeito de enfrentar o problema. Dividiu o gado em diferentes rebanhos, enviando-o á frente para abrandar o coração do irmão. Bombardeou Esaú com ondas sucessivas de presentes de cabras, camelos, touros, ovelhas, mulas e carneiros.
"Porque dizia: Eu o aplacarei..." (v. 20).
Apaziguamento! É nisso que multidões de cristãos entraram! Cedem ao perigo, porque temem não ter saída! Ouve-se isso por todo lado atualmente: "Não dá para evitar! Eu não quero fazer. Odeio o pecado. Mas apesar do meu súper-esforço, cedo e caio!".
Então vez após outra, nós apaziguamos! Pecamos e confessamos, choramos e confessamos, tentamos descobrir uma saída. Sim, as arestas, os esquemas, as justificações, as desculpas, os planos - tudo em vão. Parecemos fracos contra necessidades e desejos devastadores.
Obediente! De oração! Buscando a fidelidade! Humilde! Amoroso! Bondoso! Temente a Deus! Mas continua aquele pontinho negro! Permanece uma resistência secreta no fundo do coração. Continua o apaziguamento, a maquinação - continua um ídolo em pé - ainda não totalmente entregue. Ainda não sob o senhorio total de Cristo.


Quero Lhe Mostrar o que Precisa Acontecer em Jaboque!
1. Em Jaboque - a Religião dá Lugar à Espiritualidade!



Uma pessoa pode ser muito religiosa, e não ser nem um pouco espiritual. Jacó havia tido uma experiência muito religiosa em Betel. Á caminho de Padã-Arã à procura de uma esposa dentre seu próprio povo, ele teve uma tremenda experiência religiosa.
"E sonhou: eis posta na terra uma escada cujo topo atingia o céu; e os anjos de Deus subiam e desciam por ela" (Gen. 28:12).
Deus apareceu e fez um acordo com ele! Era uma promessa de bênçãos materiais -
"A terra em que agora estás deitado, eu ta darei...na tua descendência serão abençoadas..." (v. 13, 14).
Jacó grita - "Impressionante - o Senhor está neste lugar" (v. vs. 16,17).
Jacó denomina este lugar de Betel, e prossegue em fazer um acordo com Deus. A parte da bênção lhe soa muito bem!
"Se Deus for comigo, e me guardar nesta jornada que empreendo, e me der pão para comer e roupa que me vista, de maneira que eu volte em paz para a casa de meu pai, então, o Senhor será o meu Deus...e, de tudo quanto me concederes, certamente eu te darei o dízimo" (Gen. 28: 20-22).
Esse acordo soa familiar? Me abençoe, Senhor! Me faça prosperar em todos os meus caminhos! Me dê muito alimento! Vista-me bem! Cuide bem de mim. Aí então O servirei! Aí então darei o dízimo! Dê a mim, para que eu possa Lhe devolver!
Pense nisso: Deus está presente - os céus, abertos! Anjos aparecem! Deus fala! Que experiência religiosa sobrenatural! E tudo que Jacó vê aí é um acordo para terra, alimento, roupas, prosperidade, e sucesso em tudo! Foi uma experiência estritamente religiosa.
Betel é a religião popular de nossos dias. Como Jacó, nossos espíritos de cobiça interpretam as promessas de Deus de modo materialista. Chegamos ao ponto de profanar a preciosa expiação do Senhor Jesus Cristo! Gritando palavras religiosas, falamos do poder do sangue derramado de Cristo. Mas o que estamos dizendo é uma trágica má interpretação daquilo que o Seu sacrifício na verdade consumou.
Tudo o que alguns vêem é o que podem tirar disso. Para eles, a expiação significa meramente saúde, riqueza, prosperidade, e libertação da maldição da pobreza. Estão cegos ao verdadeiro significado da vitória de Cristo na cruz; cegos ao Seu poder sobre o pecado! Cegos à liberdade para se sacrificar, sofrer, e servir voluntariamente para o avanço do Seu reino sobre a terra! Suportar as dificuldades, e sofrer a perda de tudo, se necessário, para ganhar uma coroa incorruptível.
O que dizer das multidões que adoram em Betel? E dos pregadores e mestres que ficam presos em Betel - reclamando as promessas de Betel?
Digo que são pessoas religiosas. Algumas podem ser muito religiosas. Como Jacó podem ter experimentado grandes revelações, podem ter visto anjos, e talvez tenham ouvido Deus. Mas em Betel - a carne ainda está no comando. É um lugar de religião - mas não de real espiritualidade. É uma revelação parcial. Vale para todas as bênçãos, enquanto ignora a luta interior íntima! É estar na presença do Senhor, sem tratar da natureza de Jacó! Isso só ocorre em Jaboque.


2. Jaboque é Um Lugar de Submissão Completa !


É o local da vitória total contra todo pecado que assedia! Você não estará pronto para Jaboque enquanto não estiver em desespero! Você tem de chegar ao fim da linha. Seu peso de pecado precisa lhe levar à uma crise de vida ou morte.
Que crise Jacó enfrentou. De um lado, Esaú se aproximava. Do outro estava o próprio Deus, e uma hoste de testemunhas celestiais. Não dava para avançar. Era fim da linha definitivo! A menos que ocorresse um milagre, ele era um homem morto. Seus pecados o haviam alcançado. Por mais de vinte anos ele tinha sido capaz de blefar. Ele havia sobrevivido às custas de esperteza e dissimulação. Não dava mais para prosseguir - nem mais um dia - como no passado.
Jacó foi forçado a se expor diante da atemorizante presença do Senhor - e a se ver como era! Por toda a noite a luta se feriu. Dessa vez Jacó falou sério! Ele queria a liberdade. Ele queria olhar o Senhor e o mundo nos olhos, e saber que estava sendo honesto e santo. Ele queria que a repreensão sobre ele fosse removida. Ele queria livramento.
"Perguntou-lhe, pois: Como te chamas? Ele respondeu: Jacó" (Gen. 32:27).
Jacó sabia o quê significava o seu nome: "usurpador de calcanhar". Aquele que engana o irmão, a si próprio, e tenta esconder isso dos olhos flamejantes de Deus. O que o Senhor estava dizendo a Jacó era:
"Olhe para você mesmo - no que se tornou! Não invente desculpas dessa vez! Pelo menos uma vez na vida, enfrente a realidade! Enfrente a verdade - seja honesto ao extremo - ou não haverá vitória!"
E lá de dentro vêm - todo os temores escondidos, e as confissões:
"Deus! Sou falso! Sou tão religioso por fora, mas por dentro uma mentira! Sou um usurpador! Brinquei com fogo por muito tempo! Fiquei arrajando desculpas para meus atos, justificando meu pecado. Me perdoe, Deus..."
Não pode haver vitória alguma contra qualquer pecado que assedia, sem que haja o enfrentamento no ponto final em Jaboque! O temor da justiça e do juízo de Deus contra seu pecado precisa lhe agarrar com determinação. Você tem de enfrentar a realidade de que não é uma pessoa especial, imune à exposição pública e ao julgamento. Você tem de enfrentar o fato de que Deus, em Seu amor, tem de lhe dar um prazo final - uma última chance de obedecer inteiramente!
Não que a Sua graça seja retirada, ou que Seu amor e misericórdia tenham se limitado. Mas chega uma hora quando Deus não pode mais reter o salário do seu pecado! Há uma lei que afirma: "Cobiça concebida gera morte!" O seu pecado lhe descobre!
Você tem de enfrentar a realidade de que não pode continuar vivendo uma mentira. Não importa o quão abençoado você é, não importa o quanto é ungido, não importa que grandes coisas você realizou em Seu nome - Deus não permitirá licença em aberto para continuar pecando! Você tem de obedecer ou então ser exposto a todos - e começar a colher o que plantou.
Enfrente a verdade! Confesse em seus detalhes feios! "Ó Deus, sou adúltero, fornicador. Não sou melhor do que as meretrizes e os homossexuais que ficam se empurrando nas ruas! Sou o maior mentiroso da igreja! Estou enganando a minha família. Não sou o quê as pessoas pensam que eu sou. Eu sei que vou acabar sendo descoberto. Eu sei que terei de pagar o preço pelo que estou fazendo - então assuma isso, Senhor! Faça-o agora! Não quero ter de carregar esse peso nem mais um dia! Me liberte! Cansei de representar!"
Em Jaboque, Cristo nos liberta daquele pecado que nos assedia, transformando a intimidade do nosso caráter.
"Então, disse: Já não te chamarás Jacó e sim Israel, pois como príncipe lutaste com Deus e com os homens e prevaleceste" (Gen. 32:38).
Poder de prevalecer através de um novo caráter! Prevalecer quer dizer: "conquistar supremacia, vitória, superioridade". Jacó agora sabia que estava em seu poder o obedecer, porque o Senhor aceitou seu compromisso de submissão.
O nosso Senhor não está interessado simplesmente em nossa vitória sobre certos pecados. Ele quer nos transformar em novas pessoas, com corações puros e mãos limpas. Nós precisamos de uma transformação de caráter.
Só precisou uma única noite desesperadora de enfrentamento da verdade. Uma noite de combate contra a velha natureza! Jacó teve uma profunda mudança em seu corpo e em sua alma. Ele acertou as diferenças com o Senhor, e prevaleceu. O Senhor viu seu desespero, ouviu seu angustiante pedido - e o tocou! O Senhor propositalmente o enfraqueceu! Ele deslocou seu quadril!
Um dos maiores milagres que o Senhor pode operar a nosso favor, é aleijar nossos esforços humanos e nos tornar totalmente dependentes dEle. Você vai sair mancando de Jaboque, humilhado e aleijado - bradando: "Ó Senhor-- fiz minha rendição total. Entreguei todos os meus pecados. O meu ídolo foi esmagado. Mas não vou conseguir vitória sem ajuda sobrenatural. O Senhor me trouxe a esse ponto de obediência absoluta - agora, sustente meu compromisso de modo sobrenatural. Faça-me querer e realizar a Sua perfeita vontade".


3. Jaboque é o Lugar dos Céus Abertos


Deus se revela unicamente àqueles que "ficam livres do dolo". Dolo é o erro, desonestidade, pecado escondido!
Ouça a gloriosa promessa que Jesus fez a Natanael, dentre os Seus: "Jesus viu Natanael aproximar-se e disse a seu respeito: Eis um verdadeiro israelita, em quem não há dolo!...Porque te disse que te vi debaixo da figueira, crês? Pois maiores cousas do que estas verás...Em verdade, em verdade vos digo que vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do homem" (João 1:47-51).
Unicamente ele recebeu essa gloriosa promessa - Natanael, não há dolo ou desonestidade em você. Você é um livro aberto. Sem obras ocultas de pecado! Nada atrapalhando sua vida. A você será dado um céu aberto! Você verá coisas que poucos vêem. Revelação plena é sua, pois não há dolo em você!
O nosso Senhor deseja desesperadamente abrir Seu coração para nós, e nos guiar à toda verdade. Mas nosso dolo impede. É por isso que Jaboque é tão necessário! É o lugar para se depositar todos os vestígios finais do dolo, do engano, da desonestidade! Assim os céus estarão abertos para nós! É verdade que os nossos pecados afastam Sua face de nós.
Jacó mudou o nome de Jaboque para "Peniel". Peniel significa "a face de Deus".
"Vi a Deus face a face, e a minha vida foi salva" (Gen. 32:30).
Jacó agora é um homem espiritual. Nada de falar de bênçãos materiais - terras, comida, roupas, sucesso. Ele havia visto Deus, e tinha sido tocado. Agora deixou de ser gado; agora é Cristo.
Os céus ainda uma vez se abriram. A escadaria reapareceu, com anjos subindo e descendo. Mas agora ele compreendia o significado mais profundo desse céu aberto. Significa acesso ao Pai! Significa conhecê-Lo. Significa sentar-se nos lugares celestiais. Alegria indizível. O brilho de Sua presença. O som de Sua voz. Agora, todos os valores espirituais.
Jacó tinha desperdiçado mais de vinte anos. Ele poderia ter desfrutado anos de céus abertos. Ele poderia ter tido unidade com seu irmão e com Labão. Mas os céus tinham se fechado para ele - por causa do dolo. Sei que eu, também, desperdicei anos preciosos, tendo os céus ficado às vezes como uma barra de metal. Os meus ídolos íntimos - o meu dolo não submisso - trancavam o céu. Eu impedia a chegada da revelação da plenitude de Cristo. Eu tinha senão uma visão parcial.
Mas em Jaboque o Senhor ouviu o meu grito, e me libertou! Fiz um compromisso de segui-Lo em submissão absoluta. E então os céus se abriram para mim de novo! Ainda sou tentado - às vezes falho. Mas sei que a obediência outra vez abrirá os céus para mim.
"Se alguém quiser fazer a vontade dele, conhecerá a respeito da doutrina..." (João 7:17).
Os céus estão abertos para você? O Senhor está se revelando a você em verdade e em santidade? Se não estiver, você poderá estar bloqueando isso por estar agarrado a um ídolo! Pecado secreto pode ser a causa da sequidão e da sua cegueira espiritual. E não pode haver nem amor e nem unidade na igreja, enquanto o povo de Deus não tiver vidas puras e obedientes.
Sim, somos amados! Mas também vamos ser julgados! O julgamento está se iniciando pela casa do Senhor! A igreja inteira de Jesus Cristo está sendo levada para Jaboque! Nenhum de nós escapará desta crise.
"Porque, se vivermos deliberadamente em pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta sacrifício pelos pecados; pelo contrário, certa expectação horrível de juízo e fogo vingador prestes a consumir os adversários. Sem misericórdia morre pelo depoimento de duas ou três testemunhas quem tiver rejeitado a lei de Moisés. De quanto mais severo castigo julgais vós será considerado digno aquele que calcou aos pés o Filho de Deus, e profanou o sangue da aliança com o qual foi santificado, e ultrajou o Espírito da graça?"
"Ora, nós conhecemos aquele que disse: A mim pertence a vingança; eu retribuirei. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo. Horrível cousa é cair nas mãos do Deus vivo" (Hebreus 10: 26-31).
Antes de ir para o banco dos réus de Cristo - vá para Jaboque! Julgue a si mesmo em Jaboque, e você nunca será julgado! Ouça o que a palavra do Senhor diz sobre obediência:
"A ira de Deus se revela do céu contra toda impiedade e perversão dos homens que detêm a verdade pela injustiça" (Rom. 1:18).
"Pelo que os filhos de Israel não puderam resistir aos seus inimigos; viraram as costas diante deles, porquanto Israel se fizera condenado; já não serei convosco, se não eliminardes do vosso meio a cousa roubada" (Josué 7:12).
"Tendo, pois, ó amados, tais promessas, purifiquemo-nos de toda impureza, tanto da carne como do espírito, aperfeiçoando a nossa santidade no temor de Deus" (2 Cor. 7:1).
"Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós outros. Purificai as mãos, pecadores; e vós que sois de ânimo dobre, limpai o coração" (Tiago 4:8).
"Todo homem, pois, seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar...Portanto, despojando-vos de toda impureza e acúmulo de maldade, acolhei, com mansidão, a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa alma" (Tiago 1: 19, 21).

David Wilkerson

1 de setembro de 2012

O cúmulo da intolerância religiosa em Lages

Que os evangélicos sempre foram vítimas de discriminação e intolerância todo mundo já sabe, agora serem criticados pelo simples fato de ocuparem um espaço em uma emissora de rádio, aí já é demais.

Pois é isso que aconteceu em Lages, na Serra Catarinense. Um blogueiro e colunista de um jornal de baixa qualidade da cidade resolveu criticar os evangélicos por motivo banal, ou melhor, sem motivo.

Veja o que escreveu o tal blogueiro:


Num dos trechos da matéria discriminatória, o blogueiro escreve: "Imagine você, num estabelecimento comercial, seja loja, bar, restaurante, e ligar o radio e ao invés de musica boa, de qualidade, ter de agüentar ficar ouvindo tais depoimentos e pregações de bispos."

No Facebook, onde o colunista 'divulgou' sua matéria, ele recebeu críticas:


29 de agosto de 2012

Didi sem graça: Renato Aragão anuncia filme onde ele será 'O segundo filho de Deus'



Renato Aragão humorista conhecido no Brasil como “Didi” do quarteto “Os Trapalhões”, ao longo de sua carreira já fez vários filmes para entreter as crianças e adultos. Mas no anúncio da nova produção causou polêmica no meio evangélico e cristãos em geral.

‘O Segundo Filho de Deus’, é um filme onde Renato viverá um suposto filho de Deus, que segundo ele, irá terminar a missão que Jesus não foi capaz de realizar.

“Como Jesus veio à Terra e não conseguiu cumprir a sua missão, porque os homens não deixaram, Deus resolve mandar um segundo filho. Aí, sim, ele cumpre a missão”, disse Renato Aragão de acordo com publicação Padom.

O enredo que será baseado em ‘contos bíblicos’, contará a história de que Jesus não cumpriu sua missão na terra, por isso Deus envia o seu segundo filho para concluí-la.

O filme de Renato Aragão, que além de humorista é escritor, diretor e produtor, será o 49º de sua carreira. Ele está orçado em 8,1 milhões de reais e será dirigido por Paulo Aragão, seu filho.

A divulgação do filme causou polêmica e diversos internautas deixaram mensagens questionando o verdadeiro segmento religioso de Renato. Eles sugerem heresias no enredo por supor que Jesus não teria cumprido sua missão.

“Infelizmente mais um ‘cristão’ que fica encima do muro e para piorar, promove ensinamentos que vão contra a doutrina básica sobre salvação”, comentou um internauta.

Como escritor, em seu primeiro romance, “Amizade Sem Fim”, que evidencia atos espiritas, Renato, descreve uma regressão hipnótica por meio da qual o protagonista, um jovem milionário que fez voto de pobreza. Na história, ele descobre que em uma de suas vidas passadas, teve uma conexão de amizade com Jesus Cristo.

“Até pensei em fazer regressão para escrever sobre o assunto com mais consciência, mas ficou só na vontade. No final das contas, pensei: ‘Ah, não vou entrar nessa não!’” disse Renato sobre o livro.

16 de agosto de 2012

Evangélicos criticam apresentação de Iemanjá nos Jogos Olímpicos


Sites evangélicos — entre os quais o Verdade Gospel, do pastor Silas Malafaia — estão criticando a inclusão de uma representação de Iemanjá na apresentação brasileira de oito minutos no show de encerramento dos Jogos Olímpicos de Londres, no domingo (12).

Para esses sites, tratou-se de uma demonstração de religiosidade inadequada porque a maioria dos brasileiros é cristã. Lembraram que a parcela da população que segue a umbanda, da qual Iemanjá é uma divindade, corresponde a apenas 0,3%, de acordo com o censo de 2010.

O show brasileiro foi concebido pelos premiados cineastas Cao Hamburger e Daniela Thomas. Eles mostraram flashes da mistura de etnias que compõe a cultura brasileira, como a música de Heitor Villas-Lobos, do Seu Jorge, do rap BNegão, mulatas, a modelo Alessandra Ambrósio, Pelé, dança indígena e capoeira.

O que incomodou os evangélicos foi a Marisa Monte fantasiada de rainha do mar (Iemanjá), trajando um vestido em tons de azul. Um site afirmou que isso foi um “tapa na cara dos cristãos”.

O que tenho a dizer:

A verdade é que a turma responsável pela apresentação brasileira nesse evento, são adeptos da umbanda.

Adoram iemanjá como se fosse um deus, quando na verdade trata-se de uma entidade espiritual maligna, e que costumeiramente se manifesta nas pessoas e acabam sendo expelidos em o nome do Senhor Jesus nos mais diversos templos evangélicos.

1 de agosto de 2012

Chico Xavier, o maior brasileiro de todos os tempos?


O médium espírita Chico Xavier psicografou vários livros, tendo recebido suas mensagens de espíritos de homens falecidos (segundo ele), ou seja; mensagens de defuntos (para a Bíblia, espíritos enganadores 1 Timóteo 4:1).

Pelos ensinamentos da Palavra de Deus, essa prática é mentirosa. Não só pela psicografia como pela consulta aos mortos.

Assim lemos na Bíblia: 

Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro... nem quem consulte os mortos;
Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR teu Deus os lança fora de diante de ti. Deuteronômio 18:10-12



Podemos entender que Deus reprovou as práticas espirituais de Chico Xavier. Ele pode até ter feito alguma 'obra de caridade' afim de atrair os incautos aos enganos do espiritismo, apenas isso. Como instrumento de Deus, não, ele foi reprovado.

Eu sei que muitos ficam revoltados quando se comenta a vida do médium em confronto com as Sagradas Escrituras, mas, esta é a verdade.

Quem está com a Razão, Chico Xavier ou a Bíblia Sagrada?


Afinal, quem está com a razão, o espiritismo ou a Bíblia Sagrada?

Se a Bíblia estiver com a razão sobre o "estado dos mortos" e sobre a "ressurreição", logo; os espiritismo está mentindo, ou, vice-versa.

Vamos entender:

O espiritismo prega que a salvação é proveniente de uma vida levada à CARIDADE.
A Bíblia Sagrada ensina que o único meio de se alcançar a salvação é por intermédio de uma fé no Salvador Jesus Cristo, seguindo a Ele e obedecendo os Seus ensinamentos.

"Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada". Gálatas 2:16

O espiritismo prega que após a morte, o homem aguarda pela REENCARNAÇÃO afim de se aperfeiçoar.
A Bíblia Sagrada ensina que após a morte, o homem aguarda pela RESSURREIÇÃO, uns para a vida eterna, outros para a condenação.

"Tendo esperança em Deus, como estes mesmos também esperam, de que há de  haver ressurreição de mortos, assim dos justos como dos injustos". Atos dos Apóstolos 24:15

"Porque, se os mortos não ressuscitam, também Cristo não ressuscitou"1 Coríntios 15:16

O espiritismo prega que os mortos podem se comunicar com os vivos.
A Bíblia Sagrada ensina que após a morte, o homem não tem contato algum com aqueles que ainda permanecem vivos.

"Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, mas a sua memória fica entregue ao esquecimento". Eclesiastes 9:5

O espiritismo prega que o Senhor Jesus seria apenas um Ser superior, uma especie de super-médium já evoluído.
A Bíblia Sagrada ensina que o Senhor Jesus é o próprio Deus que se fez carne e habitou entre nós, com o objetivo de morrer na cruz e salvar o pecador (todos os homens).

"E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna".  1 João 5:20

O espiritismo prega que os espíritos (encostos) devem ser "doutrinados" e que a mediunidade (ato de incorporar espíritos) deve ser desenvolvida.
A Bíblia Sagrada ensina que os espíritos (encostos) na verdade são espíritos imundos (demônios) que devem ser expelidos (expulsos) da vida do indivíduos que está sendo perturbado e ou atormentado por esses seres malignos.

"E estava Ele expulsando um demônio, o qual era mudo. E aconteceu que, saindo o demônio, o mudo falou; e maravilhou-se a multidão". Lucas 11:14

"E algumas mulheres que haviam sido curadas de espíritos malignos e de enfermidades: Maria, chamada Madalena, da qual saíram sete demônios". Lucas 8:2

Assim podemos entender que, se a Bíblia Sagrada ensina a verdade, então, não resta a menos dúvida de que o espiritismo ensina uma doutrina falsa, perigosa e diabólica.

Que Deus abençoe a sua vida.

26 de junho de 2012

CUIDADO: Os falsos profetas cristãos estão por aí



Caio Fábio após ter sido 'presidente das igrejas evangélicas do Brasil', tornou-se 'inimigo' do evangelho (embora quando ainda era presidente das igrejas evangélicas, ele já era inimigo do evangelho ao se posicionar favorável a Rede Globo na luta contra o evangelho).

Recentemente o ex-reverendo defendeu a salvação de um famoso médium (já falecido) que incorporava as entidades, alegando que tal médium seria salvo (sem a graça), mediante as boas ações.

Na sua 'igreja' chamada O Caminho da Graça, Caio Fábio prega entre outras aberrações doutrinária, que a Bíblia Sagrada não é inerrante, ou seja; a Palavra de Deus contém erros.

Veja algumas aberrações doutrinarias pregadas pelo falso profeta Caio Fábio:

> Não cremos em clero (homens responsáveis pelo culto);
> Não cremos que os homossexuais irão para o inferno.
> Não cremos que os pecados sexuais são mais graves ou piores que qualquer outro pecado.
> Não cremos que fora da igreja (corpo de Cristo) não há salvação;
> Não cremos que aqueles que não receberam a informação histórica sobre o Evangelho morrerão sem salvação;
> Não cremos que só os crentes (os que creem) são filhos de Deus;
> Não cremos que Deus criou o universo e depois que algo deu errado Ele enviou Seu Filho para dar um jeito nas coisas;
> Não cremos que depois da morte a pessoa não possa ser salva;
> Não cremos que escândalo seja algo relacionado com andar com gays, prostitutas, bandidos ou beber ou fumar ou a forma de nos vestirmos.


Pra piorar as coisas, o ex-bispo da IURD Renato Suhett, passou a defender a doutrina da idolatria, e tornou-se padre.


Ainda poderia citar alguns pastores pentecostais, que insistem em defender a diabólica doutrina da 'fanerose' (cair pelo poder de Deus), do reteté e outras, a saber: Marco Feliciano, Silas Malafaia, Benny Hinn e genéricos.

Cabe um texto sagrado:

E também houve entre o povo falsos profetas
como entre vós haverá também falsos doutores
que introduzirão encobertamente heresias de perdição
e negarão o Senhor que os resgatou, 
trazendo sobre si mesmos repentina perdição. 
2 Pedro 2:1

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...